Aluna de Psicologia orienta crianças e adolescentes sobre os sentimentos

Aluna de Psicologia orienta crianças e adolescentes sobre os sentimentos
Por: Assessoria de Imprensa da UniFil

Um projeto de iniciação científica da Psicologia da UniFil dá suporte a crianças e adolescentes para identificar suas necessidades no ambiente escolar, apresentando sugestões de boa convivência e contribuindo por resultados positivos na educação e na vida familiar. “A ação mostrou-se de grande importância para compreender os sentimentos dos alunos relacionados à queixa escolar. Também colaborou na apuração de alternativas de atuação do psicólogo na busca do bem-estar infantil e de sua família”, relata Carolina Santa Rosa, graduanda em Psicologia e aluna-bolsista da Fundação Araucária.

Com orientação da professora doutora Patrícia Vaz de Lessa, coordenadora de Psicologia, a acadêmica do 4º ano iniciou em agosto o contato com grupo de alunos do ensino fundamental I da Escola Municipal Suely Ideriha, no Bairro Aeroporto. Na última segunda-feira (dia 22), Carolina conversou com a turma para falar sobre os sentimentos, como é importante identificá-los e expressá-los quando a pessoa se sente bem.

No início de novembro, de 5 a 12, o projeto “Como ficam os sentimentos dos alunos frente às queixas escolares?” realizou apresentações sobre a ansiedade para alunos do ensino fundamental 2 e ensino médio do Colégio Estadual Humberto Puigari Coutinho, no Conjunto Hernani Moura Lima. “Foram experiências bem marcantes que certamente me ajudarão muito no exercício profissional da Psicologia”, comentou Carolina Santa Rosa.

📸 Carolina Santa Rosa em atividade no Colégio Humberto Puigari Coutinho: apurar alternativas de atuação do psicólogo na busca do bem-estar infantil e de sua família

UniFil

Tradicional universidade a UniFil – Centro Universitário Filadélfia atua em Londrina com visão contemporânea e estratégica sobre o ensino superior, sempre acompanhando a evolução tecnológica, as tendências de mercado e as oportunidades de trabalho diante da globalização.

Deixe um comentário