A escolaridade tem um papel fundamental para a conquista de um bom emprego, garantindo vantagem competitiva e se tornando um diferencial necessário para bons cargos e salários. Confira mais sobre o assunto e descubra as formas de ingressar no ensino superior

Desde pequenos, sempre escutamos que é preciso estudar para garantir um bom emprego. Mas a questão é: será que o grau de escolaridade influencia no fator cargos e salários? A resposta é SIM, a escolaridade tem influência sobre a nossa vida profissional.

Não quer dizer que o diploma do ensino superior completo irá te garantir um emprego. No entanto, te dará uma alta vantagem competitiva e se tornará um grande diferencial para que você consiga uma boa posição no mercado de trabalho brasileiro.

E é sobre isso que abordaremos neste texto! Continue a leitura e confira como o grau de escolaridade tem forte peso no cargo de trabalho e, principalmente, no salário. 

Vamos lá? 

Mercado de trabalho: a importância da educação para a conquista do emprego

A escolaridade é fundamental para garantir e gerar o aumento da empregabilidade. É a partir do ensino, em especial o superior, que você conseguirá encontrar um bom cargo e salário, ou até mesmo a recolocação no mercado de trabalho. Afinal, quanto mais alto o seu grau de formação, maiores são as suas possibilidades.

Tudo isso podemos perceber por meio dos números. De acordo com os dados do relatório de dezembro de 2018 da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), “Repensando a garantia de qualidade para o Ensino Superior no Brasil”, as pessoas com diploma de ensino superior se beneficiam de melhores perspectivas de emprego e podem esperar uma vantagem maior de renda. 

Uma pessoa com diploma de bacharel no Brasil ganha 2,4 vezes mais (média OCDE: 1,5) que uma pessoa que possui somente o ensino médio. Além disso, aquelas que possuem mestrado ou doutorado ganham quase 4,5 vezes mais (média OCDE, 2,0).

Assim, entendemos que concluir a graduação se torna essencial para: se manter competitivo; garantir bons diferenciais no mercado tão acirrado; competir pelas melhores vagas e remunerações; e diminuir os riscos de demissões, pois as empresas buscam cada vez mais profissionais com currículo qualificado.

IMPORTANTE!

Somente a graduação pode não ser suficiente. É de extrema importância que você se mantenha sempre atualizado sobre a sua área de atuação, seja por cursos ou pós-graduações. Isso faz toda a diferença.

O aumento de matrículas em cursos superiores

Felizmente, a cada ano, mais pessoas têm ingressado em cursos de ensino superior. É o que aponta o Censo de Educação Superior 2018 desenvolvido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e pelo Ministério da Educação (MEC).

Entre os anos de 2008 e 2018, o aumento de matrículas na educação superior foi de 44,6%. Foram cerca de 8,45 milhões de alunos matriculados em 2018. 

De acordo com o Censo, o aumento no número de matriculados entre 2017 e 2018 ocorreu, especificamente, por conta do ensino a distância, que tem se tornado uma boa opção pela facilidade e custo-benefício que oferece. Foi o que compensou a queda nos ingressos em cursos presenciais.

 

  • LEIA MAIS:

 

Graduação na era digital: o Ensino a Distância é para mim?

Principais características buscadas pelas empresas

A formação te garante um currículo qualificado que possibilita boas oportunidades de trabalho. Por outro lado, também é preciso desenvolver algumas habilidades comportamentais que se tornam indispensáveis para um bom desempenho e são constantemente avaliadas pelas empresas. 

Entre essas habilidades podemos destacar:

  • Proatividade: ato de contribuir voluntariamente para o crescimento da empresa sem que seja solicitado.
  • Autogestão: capacidade de lidar com o próprio trabalho sem supervisão.
  • Trabalho em equipe: facilidade em se relacionar com os colegas de trabalho e desenvolver projetos em grupo.
  • Criatividade: se reinventar, buscando novas soluções para a instituição. 
  • Inovação: proposta de ideias inovadoras, ou seja, melhorias que possam trazer bons frutos para a empresa.
  • Busca contínua por conhecimento: capacidade de sempre se aprimorar e se atualizar sobre a área de atuação.

Como ingressar no ensino superior?

Enem

O exame, que acontece anualmente, é utilizado como critério de avaliação por instituições de ensino para a seleção de alunos. Possibilita o ingresso em universidades públicas sem o vestibular, a oferta de bolsas de estudos em universidades particulares e o financiamento estudantil.

Saiba mais sobre o Enem em um texto exclusivo que temos sobre o assunto: 

COMO IR BEM NO ENEM?

Bolsas de estudo

Há instituições privadas que disponibilizam programas de bolsas ao alunos por seleção ou a partir do resultado no vestibular. Além disso, há também o programa de inclusão educacional Educa Mais Brasil, que oferece bolsas em graduação, pós, educação básica e curso técnico de até 70% de desconto.

O tradicional vestibular 

Tanto instituições públicas como privadas realizam os vestibulares para o ingresso de estudantes. As provas ocorrem anualmente. Em alguns casos, em instituições privadas, é possível fazer o agendamento do vestibular. 

Diferença entre graduação presencial, EaD e semipresencial

Esse é um assunto que ainda gera muitas dúvidas e, por isso, preparamos um texto para que você entenda, de uma vez por todas, a diferença entre essas 3 modalidades de ensino. Quer saber mais? Clique AQUI para conferir! 

Não se esqueça de conhecer os cursos presenciais e a distância oferecidos pela UniFil. Todos reconhecidos pelo MEC, com grade curricular completa e um corpo docente totalmente qualificado.

 

Veja também: Como escolher o curso certo? Descubra agora!